7 dicas para uma prática responsável de avaliação do ciclo de vida